NOTÍCIAS - Tendências do Vestibular: Inglês

INGLÊS – Ênfase no entendimento
Prof. Breno Morita

 

Enem, Fuvest, Unicamp, Vunesp e Unifesp são exames coerentes com as competências exigidas pelos Parâmetros Curriculares Nacionais em relação à língua inglesa. Todos buscam avaliar a habilidade do candidato em fazer uso da língua inglesa como instrumento de acesso a informações na prática social.

Isso significa dizer que a ênfase geral dos vestibulares é avaliar a capacidade do candidato em acessar e interpretar textos que circularam nos meios de comunicação, e menos na verificação do domínio extensivo das regras da norma culta. Por esse motivo, o principal instrumento de estudo é o constante exercício de leitura, dando atenção à pluralidade de gêneros textuais, assim incluindo em seu cotidiano a competência que os exames vestibulares demandarão dele.

 

Enem

 

A prova de Inglês do Enem consiste em cinco questões de múltipla escolha, com perguntas e respostas em português, incluindo ainda um pequeno texto introdutório que antecede a pergunta. Com um texto por questão, uma das características mais marcantes desse exame é a diversidade de gêneros textuais, contemplando tirinhas, peças relacionando imagem e texto escrito, textos de instrução, trechos de peças jornalísticas com três ou quatro parágrafos curtos, divulgação científica, excertos biográficos, pequenas cartas enviadas a jornais e até letras de música ou pequenos poemas.

As perguntas são em sua maioria voltadas aos objetivos comunicacionais pontuais de determinado texto, como no caso de instruções ou cartas; ou perguntas sobre compreensão geral do texto, quer seja em pontos de ruptura argumentativa, como no caso de peças que relacionam imagem e texto escrito; quer seja em aspectos chave da argumentação textual, como no caso de artigos jornalísticos ou divulgações científicas.

Tais características fazem com que a prova do Enem seja bastante exigente do ponto de vista da atenção e da abrangência do vocabulário, podendo testar desde um vocabulário mais informal, nas tirinhas e peças jornalísticas, até palavras mais rebuscadas, presentes em poesias ou textos de divulgação científica. Por isso os candidatos devem sempre estar empenhados não apenas em aumentar seu vocabulário, mas também ser capaz de reconhecer as diferentes situações de uso e seus respectivos padrões.

[Questão 04]

 

[Questão 03]

 

Fuvest – 1ª fase

 

A prova de Inglês da Fuvest também segue a proposta de avaliar a aptidão do candidato em interpretar um texto em inglês. Ainda que no manual conste que podem ser usados textos literários, científicos, de divulgação, jornalísticos ou publicitários, os últimos anos mostraram uma predileção por textos jornalísticos.

Historicamente, a 1ª fase apresenta dois textos em inglês e cinco perguntas com enunciados e respostas em português. As perguntas costumam ser direcionadas aos principais tópicos abordados pelo texto, propondo-se verificar se o candidato foi capaz de compreender os principais argumentos utilizados no texto base. Pode-se perceber dois tipos recorrentes de questões, ora explorando o sentido geral do texto, ora o sentido de trechos específicos, mas sempre contemplando seus aspectos centrais.

A 2ª fase é significativamente diferente da 1ª fase. Em primeiro lugar porque é uma prova dissertativa, com duas questões (cada uma com itens a e b) e um texto por questão. Segundo porque, nos últimos dois anos, os gêneros textuais utilizados não se restringiram ao jornalístico, como na 1ª fase. No último exame, por exemplo, ambas as questões usavam textos verbais e visuais. Para essa 2ª fase, além da capacidade de compreensão textual já testada na 1ª fase, é fundamental que o candidato seja capaz de identificar com precisão as informações no texto e, sobretudo, que tenha capacidade de síntese e boa redação em português.

[Questão 89 e 90]

 

Fuvest - 2ª fase

 

[2ª fase – Questão 01]

 

Unicamp

 

O exame da Unicamp assim como o do Enem, oferece um texto para cada questão, mas explora mais questões de fundo social e assuntos interdisciplinares. No vestibular 2018, das nove perguntas baseadas em texto em inglês, duas foram interdisciplinares, uma com biologia e outra com física; e textos abordando o debate de gêneros sexuais, preconceito social contra negros e privacidade no ambiente digital. É uma prova que testa a aptidão da língua inglesa a partir de temas atuais, demandando do candidato a identificação do ponto chave na argumentação textual.

[Questão 35]

                 

[Questão 36]

          

Vunesp – 2ª fase

 

Na Vunesp, a matéria de Inglês está presente tanto na 1ª quanto na 2ª fase. Na 1ª fase são dez testes, geralmente com um texto mais extenso, quando comparado com os do Enem, Fuvest e Unicamp, e uma ou duas tirinhas, dependendo do tamanho do outro texto. Por ter várias questões explorando um mesmo texto, as perguntas costumam contemplar aspectos mais pontuais, não raro uma ou mais questões por parágrafo.

Característica peculiar às provas da Vunesp e da Unifesp é a presença de perguntas tanto em inglês quanto em português, com as respectivas respostas na mesma língua que a pergunta; e a escolha de um único tema para toda prova de Inglês. Na da Vunesp 2018 o tema escolhido foi o cérebro e o pensamento; em 2017, o sono; e em 2016, agrotóxicos, para citar alguns exemplos. As questões costumam ter dois eixos principais: 1 – compreensão de temas específicos levantados em cada parágrafo em função do desenvolvimento geral do texto; 2 – perguntas que se preocupam com a identificação e compreensão de elementos de coesão textual, como referência pronominal, elementos de retomadas e expressões e conectores lógicos que encadeiam a ideia nova à anterior.

Já a prova da 2ª fase apresenta um único texto, com quatro questões dissertativas, cada uma delas com itens a e b. Esse formato, um único texto para várias perguntas com respostas dissertativas, faz com que a prova tenha como característica perguntas mais precisas, geralmente verificando se o candidato foi capaz de compreender os principais pontos levantados pelo texto e cobrando também sua capacidade de síntese na redação das respostas.

[Questão 33]

 

Unifesp

 

A parte de Inglês no vestibular Unifesp é composta por 15 testes e, assim como na 1ª fase da Vunesp, costuma ter um tema central. Em 2018, o tema foi vida digital, abordando as relações humanas mediadas por computadores e celulares.

A prova costuma contemplar três ou quatro textos, tanto tirinhas quanto textos exclusivamente verbais. Há perguntas em português e em inglês, com as respostas sendo sempre na mesma língua da pergunta. Como é o caso dos vestibulares que optam por fazer várias perguntas sobre um mesmo texto, as perguntas são mais específicas, muitas vezes direcionadas a parágrafos específicos.

Para esse exame, o candidato deve ter domínio sobre elementos de coesão textual (como pronomes e outras formas de retomada de argumentos textuais) e de conectores lógicos (como, por exemplo, but, though, even if, as long as etc.). Dentre os vestibulares aqui analisados, a prova da Unifesp, junto com a Vunesp, é uma das que mais cobram domínio da gramática inglesa e tradução de palavras e expressões específicas. Por isso, além de bom vocabulário, domínio da gramática da língua inglesa e boa compreensão da estrutura argumentativa do texto, é um importante diferencial para o candidato.

[Questão 32 e 33]

 

Leia as análises das demais disciplinas em http://www.etapa.com.br/tendencias/

Voltar