NOTÍCIAS - Tendências do Vestibular: História (com Filosofia e Sociologia)

HISTÓRIA – Temas clássicos e atuais 
(com Filosofia e Sociologia)

Prof. Thomas Wisiak

 

Nos grandes vestibulares de 2019 as questões na área de Humanidades exigiram leitura cuidadosa dos textos e enunciados, análise de imagens, gráficos e tabelas, e bom domínio de conteúdo. No caso de História, tiveram destaque a Era Contemporânea e o Brasil Republicano, além de temas atuais como condição feminina e direitos humanos. No caso de Filosofia e Sociologia, a prova do Enem foi bastante exigente em relação a textos e conhecimento, buscando explorar relações entre temas clássicos e problemas atuais.

 

Enem
 

A prova de História do Enem em 2018 apresentou 16 questões com uma distribuição bem equilibrada entre exercícios de baixa e média complexidade. No material de apoio utilizado para cada questão foi dada ênfase na leitura e interpretação de textos, que estavam bem articulados com os enunciados. A análise de imagem foi fundamental, por exemplo, numa questão que abordou um tema clássico da História do Brasil: a política durante o Estado Novo.

 

[Questão 81]

 

Entre os temas clássicos do programa de História foram abordados ainda a conquista da América, exigindo conhecimento sobre as estratégias espanholas de dominação, o abolicionismo, explorando a habilidade de reconhecimento do contexto histórico a partir do texto selecionado, além do período democrático antes de 1964, a política durante a Guerra Fria e o regime militar no Brasil do final dos anos 1970. Entre os temas que remetem a questões atuais tivemos a condição feminina – mais especificamente uma questão sobre participação política no Brasil, além dos movimentos por direitos civis nos EUA na década de 1960.

 

[Questão 51]

 

Fuvest – 1ª fase
 

Na 1ª fase a Fuvest apresentou 10 questões de História com predomínio de exercícios de média complexidade. A prova exigiu habilidades como interpretação de textos, análise de imagens e de tabela, além de bom domínio de conteúdo e cronologia. Os enunciados estavam mais diretos e algumas questões abordaram assuntos clássicos como a Revolução Industrial.

 

[Questão 85]

 

Em relação a temas atuais, a condição feminina foi abordada remetendo ao contexto medieval e como no ano passado tivemos um número maior de exercícios de História Contemporânea.

 

Fuvest – 2ª fase
 

Na 2ª fase, as seis questões de História apresentaram três itens cada uma com uma boa distribuição dos temas e um destaque para Brasil Republicano. Temas clássicos foram abordados, como a Reforma religiosa ou a União Ibérica, mas exigindo muita atenção aos textos e imagens. Questões contemporâneas também foram abordadas, como os protestos populares em 1968 e a diáspora africana com suas diversas implicações.

 

[Questão 5]

 

Unicamp – 1ª fase
 

A 1ª fase da Unicamp trouxe 11 questões de História abordando assuntos desde a Pré-História até o pós-II Guerra Mundial, passando pelo Brasil na década de 1980. O destaque foi para a História Contemporânea e uma boa distribuição entre os exercícios de complexidade média e baixa. Foi notável a articulação entre textos e imagens.

 

[Questão 78]


 

Unicamp – 2ª fase
 

Na 2ª fase a prova de História da Unicamp acompanhou a tendência de enfatizar a História Contemporânea e o Brasil Republicano, abordando temas do passado e suas relações com a atualidade, com destaque para os direitos humanos, questão racial e movimentos sociais. Foi notável a importância da análise e interpretação de textos.

 

[Questão 18]

 

Vunesp – 1ª fase
 

A 1ª fase da Vunesp trouxe 11 questões de História muito bem distribuídas, cobrindo desde a Antiguidade Ocidental até a II Guerra Mundial. Foram abordados temas clássicos, como Revolução Francesa e Revolução Industrial. A prova foi bastante exigente em relação à interpretação de textos, análise de gráficos e diálogo com as artes. Houve uma ênfase na História Contemporânea e uma boa distribuição dos exercícios de alta, média e baixa complexidades.

 

[Questão 35]

         

 

Vunesp – 2ª fase
 

Na 2ª fase, a prova da Vunesp trouxe questões bem elaboradas abordando temas fundamentais como o AI-5 e o “New Deal”, além de exigir atenção na interpretação de textos e análise de imagens. Houve um equilíbrio entre questões de média e baixa complexidade.

 

[Questão 4]

 

FILOSOFIA
 

Enem
 

A prova de Filosofia compreendeu 6 questões exigindo uma boa interpretação de textos e enunciados e buscando articular o melhor possível o material de apoio e os enunciados. Seguindo o modelo de dois textos para comparação, foi abordado um tema clássico da Filosofia Política: o contratualismo para diferentes autores.

[Questão 67]

 

Unicamp – 1ª e 2ª fases
 

Seguindo rigorosamente o programa apresentado no manual do candidato, temas de Filosofia foram abordados considerando o programa de História. Na 1ª fase tivemos duas questões sobre o método científico e na 2ª fase uma questão sobre o conhecimento sob o Império Bizantino.

 

[Questão 13]

 

Vunesp – 1ª fase
 

Em relação à Filosofia, a 1ª fase trouxe 4 questões abordando aspectos diversos como o método científico e a Filosofia Contemporânea (bioética), com questões de graus variados de complexidade.

 

[Questão 58]

 

SOCIOLOGIA
 

Enem

Já na parte de Sociologia tivemos sete questões trazendo um equilíbrio entre os graus de dificuldade básico e médio, com destaque para os temas da diversidade cultural e mudanças sociais. Nota-se também a preocupação em relacionar as questões a temas da atualidade como a condição feminina.

 

[Questão 79]

 

 

Vunesp – 1ª fase
 

A 1ª fase da Vunesp não trouxe surpresas nas duas questões de Sociologia, abordando temas clássicos como Poder e Autoridade e Indústria Cultural. Foram questões de baixa complexidade que dependiam principalmente da interpretação de textos. Já na 2ª fase a questão de Sociologia abordou o papel da Ciência e da Razão na História, exigindo uma alta capacidade de reflexão acerca dos textos apresentados.

 

[Questão 10] 

 

Vunesp – 2ª fase
 

Já na 2ª fase o destaque foi para a interpretação de textos e a identificação de relações de oposição, enfatizando-se a noção de razão.

 

[Questão 12]

 

Leia as análises das demais disciplinas em http://www.etapa.com.br/tendencias/

Voltar