NOTÍCIAS - Tendências do Vestibular: Unicamp 2020

Unicamp 2020 reduz a 2ª fase a dois dias
 

A Unicamp 2020, à semelhança do que fez a Fuvest 2019, reduzirá a 2ª fase de seu vestibular de três para dois dias. Não haverá mudanças na 1ª fase, prova de Conhecimentos Gerais com 90 testes.

No novo formato, os candidatos farão as provas da 2ª fase com as disciplinas relacionadas à área do curso que escolheram. Todos os candidatos terão como obrigatórias as provas de Língua Portuguesa, Matemática e algumas questões interdisciplinares – incluindo Inglês, que volta a cair na 2ª fase.

Redação permanece na 2ª fase, mas volta a exigir apenas um texto, em vez de dois, que o candidato escolhe entre duas propostas de temas.

Segundo a Comvest, responsável ppela elaboração e aplicação do exame, procura-se “aprimorar a seleção dos candidatos já aprovados na 1ª fase, de modo a melhor contemplar as especificidades da grande área de conhecimento do curso escolhido”.

 

Provas durarão cinco horas
 

As provas nos dois dias da 2ª fase terão uma hora a mais, subindo o tempo máximo de permanência na sala de exame de quatro para cinco horas em cada dia.

Conforme informou a Comvest, no primeiro dia, além da Redação entrarão questões obrigatórias a todos os candidatos, independentemente do curso escolhido: oito questões de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, duas questões interdisciplinares envolvendo Inglês e Ciências da Natureza e Ciências Humanas. No segundo dia todos os estudantes farão seis questões obrigatórias de Matemática e quatro questões interdisciplinares, duas delas envolvendo disciplinas de Ciências Humanas e duas envolvendo disciplinas de Ciências da Natureza. Além disso, cada estudante fará mais 12 questões específicas da área do curso escolhido.

 

Outras opções de ingresso
 

Além do vestibular, a Unicamp oferece outras opções de ingresso nos cursos de graduação:

• 20% do total das vagas pela nota do Enem;

• Vagas Olímpicas, a partir do desempenho em olimpíadas científicas e competições de conhecimento;

• Cotas étnico-raciais no vestibular Unicamp e no Enem-Unicamp, com reserva de 25% das vagas disponíveis para candidatos autodeclarados pretos e pardos;

• Vestibular Indígena;

• Programa de Formação Interdisciplinar Superior (ProFis), para estudantes da rede pública de Campinas.

Além disso, por meio do Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS), acrescenta pontos nas notas dos candidatos que estudaram em escolas públicas.

Os candidatos podem concorrer às vagas da Unicamp em mais de uma opção. É possível prestar o vestibular tradicional e também tentar ingressar pelo Enem. Também podem concorrer às Vagas Olímpicas e prestar o vestibular tradicional. Outra possibilidade é concorrer pelas cotas étnico-raciais tanto no vestibular quanto pelo Enem.

Cada curso atribuirá às provas os pesos específicos ao perfil do estudante desejado, que poderão variar entre 1 e 3. Mantém-se o critério de que o candidato é desclassificado se zerar em alguma prova.

 

Provas da 2ª fase da Unicamp 2020
 

 

Vagas olímpicas e vestibular indígena
 

Com 90 vagas em 22 cursos a Unicamp 2019 criou a modalidade Vagas Olímpicas para ingresso na graduação sem necessidade de prestar o vestibular. Os candidatos devem ser estudantes premiados em olimpíadas culturais de Matemática, Física, Química, Robótica e outras, ou que tenham alcançado alto rendimento em competições de conhecimento do Ensino Médio. Inscreveram-se 285 estudantes e na primeira lista foram chamados 76. Houve mais três chamadas para preencher as vagas, que são oferecidas nos cursos de Engenharia, Ciências da Computação, Matemática, Ciências Biológicas, Estatística, Física, Química, Administração e outros.

O Vestibular Indígena teve sua prova única aplicada no dia 12 de dezembro, depois da 1ª fase da Unicamp. As 72 vagas em 27 cursos da graduação foram disputadas por 610 candidatos. A prova é composta por Redação e 50 questões de múltipla escolha: Linguagens e Códigos (14), Ciências da Natureza (12), Matemática (12) e Ciências Humanas (12). Os locais da prova foram Campinas (SP), Dourados (MS), Manaus (AM), Recife (PE) e São Gabriel da Cachoeira (AM).

Voltar